18 novembro 2007

A encenação e a metafísica §§§§


Digo que a cena é um lugar físico e concreto que pede para ser preenchido e que se faça com que ela fale sua linguagem concreta. (36:2006)

Uma poesia no espaço que se resolverá exatamente no domínio do que não pertence às palavras. (37:2006)

O teatro é a encenação, muito mais do que a peça escrita e falada. (40:2006)

Para mim, no teatro como em toda parte, idéias claras são idéias mortas e acabadas. (40:2006)


A idéia de uma peça feita diretamente em cena, esbarrando nos obstáculos da realização e da cena, impõe a descoberta de uma linguagem ativa, ativa e anárquica, em que sejam abandonadas as delimitações habituais entre os sentimentos e as palavras. (40:2006)
O teatro contemporâneo está em decadência porque perdeu, por um lado, o sentido da seriedade e, por outro, o do riso. Porque rompeu com a seriedade, com a eficácia imediata e perniciosa – em suma, com o Perigo. Porque perdeu, por outro lado, o sentido do humor verdadeiro e do poder de dissociação física e anárquica do riso. Porque rompeu com o espírito de anarquia profunda que está na base de toda poesia. É preciso admitir que tudo na destinação de um objeto, no sentido ou na utilização de uma forma natural, tudo é questão de convenção. (42:2006)

Compreende-se assim que a poesia é anárquica na medida em que põe em questão todas as formas e suas significações. É anárquico também na medida em que seu aparecimento é a conseqüência de uma desordem que nos aproxima do caos. (42:2006)


E fazer a metafísica da linguagem, dos gestos, das atitudes, do cenário, da musica sob o ponto de vista teatral é, ao que me parece, considerá-los com relação a todas as formas que eles podem ter de se encontrar com o tempo e com o movimento. (46:2006)






§§§ ARTAUD, Antonin. O teatro e seu duplo. Tradução de Teixeira Coelho, revisão da tradução Mônica Stahel. 3 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006. (Tópicos).

Um comentário:

Isadora M. disse...

estava lendo esse livro ontem. sonhei com ele. vim procurar uma foto. achei seu blog.

desemboquei. máquina-abstrata. rizoma.

;-)