17 novembro 2006

)(estranho = risco ¨penedo¨






Ser visto (?)
Ser invisível,
mostrar-se

Estranho, um cara comum - terceiro caminho.
No III Festival de Ferias no Teatro.
Penedo/Al
13 de Julho de 2005
das 8hs as 18hs.

"Estar em cena tem sido um exercício e aprendizado grande nesse sentido de olhar as pessoas, ser observado, de perceber o que é estranho... Essa prática, a performance em si tem sido eficiente pra minhas reflexões. Essa opção pelo não artístico, por simplesmente estar parado... Estou cada vez mais certo e seguro disso. Cada vez mais eu quero caminhar nessa direção, pensei muito hoje sobre a caracterização também. Fiquei com vontade de fazer uma vez sem caracterização nenhuma. Sentar em frente a uma igreja e ficar. Acho que vou experimentar isso."

Um comentário:

CLÁUDIA HELENA disse...

Caminhos

Escolhas, não somente mais uma entre varias.
Caminhos, não somente este ou aquele.
Em certas oportunidades decidimos o que queremos, ou não.
Serenidade, em todos os momentos, claro, mas agora é o vale ¿tudo¿.
Em certos momentos, aqueles em que se pensa em desistir, em... Passo agora.
Ainda existe muito a fazer, muito a viver, eu sei.
E do fundo do coração, eu quero.
Mas agora... A tantas coisas aqui que... .
A tanto a falar, ouvir e... Mais uma vez decidir.
É nisso que estou pensando agora.